Capítulo 2: Princípios da Administração Científica

O objetivo deste capítulo final do livro é responder três perguntas básicas:

  1. O que diferencia a Administração Científica das demais?
  2. Por que seus resultados são melhores?
  3. É essencial colocar o homem adequado na chefia da empresa? Com possibilidade de mudar o método de administração?

 

A exposição elaborada por Taylor consiste em apresentar a Administração Científica em contraposição ao conjunto de melhores formas de trabalho que prevaleciam até então, o que chamou de “Administração por Iniciativa e Incentivo”. Suas características básicas são o método de trabalho de cada funcionário, a forma de gerenciar a produtividade dos trabalhadores, sua forma de remuneração e as atribuições dos superiores;

 

A aplicação do método Científico trata da elaboração do problema, análise empírica e constatação dos resultados. Isso aplicado às atribuições da gerência pode ser resumido como a essência da Administração Científica:

  1. Seleção dos trabalhadores;
  2. Instrução dos trabalhadores;
  3. Treinamento e acompanhamento até o domínio da tarefa;

Onde cada uma dessas etapas foi estudada anteriormente e aplicada da melhor maneira possível;

 

Vale destacar que Taylor, conquanto admitisse a existência de atributos absolutos positivos à mão-de-obra, defendia a orientação pelos atributos relativos à cada função a ser executada;

 

Dada todas as regras a serem cumpridas pelos trabalhadores na execução de cada tarefa, já que encontrará tudo pré-determinado, surge a questão de mostrar que isso não configura uma alienação do trabalho;

Não há alienação porque o trabalho não será definitivamente imposto. Deve-se entender o desenvolvimento da execução das tarefas como um procedimento, onde o primeiro passo é a padronização;

A partir daí é permitido ao trabalhador adequar-se e adotar novos métodos que melhorem a produção ou sua qualidade no trabalho, e até mesmo novas ferramentas, desde que mantendo o nível produtivo, pois podem desenvolver novas capacidades não percebidas pelos administradores;

Dando organicidade ao processo, já que se estimula essa participação do trabalhador no processo decisório;

 

Dada a distância que separa direção e trabalhadores, em cada uma das atividades que esses últimos exerçam, uma dificuldade a ser superada é conhecer a melhor forma de trabalho para cada uma delas;

Isso só pode ser realizado a partir da aplicação da análise empírica, medindo-se as diferentes formas de realizar cada uma das tarefas para aperfeiçoar o método de execução;

 

Para explicar seu ponto sobre a necessidade do processo Científico para otimizar o sistema produtivo, Taylor argumenta que um trabalhador que realiza a mesma tarefa por diversos anos pode, no máximo, aperfeiçoar a maneira que aprendeu, através das ferramentas que tem disponível, enquanto a Ciência permitiria observar diferentes trabalhadores, com diferentes ferramentas e modos de execução, otimizando esse processo;

 

Na Administração por Iniciativa e Incentivo a forma de trabalhar de cada indivíduo é resultado de um processo de desenvolvimento do método elaborado por cada trabalhador que passou pela função na firma, passada de geração em geração, mas contando também com o incremento pessoal de quem a exerce;

O conhecimento é interno à firma;

A busca da gerência é incentivar o funcionário a dar o melhor de si;

Não há uniformidade na execução de uma tarefa;

Não foram sistematizados, analisados ou selecionados, esses métodos apenas foram continuados;

A remuneração é dada por produção;

 

Em relação à remuneração, conquanto a Administração Científica também adote pagamento por produção como estímulo à eficiência, este é um fator subordinado à forma de administrar, enquanto na Administração por Iniciativa e Incentivo ela é o principal motor do funcionamento do sistema;

Por Iniciativa e Incentivo o trabalhador é estimulado economicamente a dar o melhor de si, mas faz isso como desejar, enquanto no método Científico são entregues ao trabalhador as medidas de produção que deve realizar e como alcançar a quantidade almejada, de forma que o salário proporcional será naturalmente maior, porque terá sido o trabalhador mais produtivo;

 

Essa diferença só é possível porque no método Científico a gerência assume nova responsabilidade, a de reunir os conhecimentos sobre os diferentes serviços e, através deles, apresentar ao trabalhador a forma mais produtiva de exercer sua atividade;

Novas funções da direção com a adoção da Administração Científica:

  1. Desenvolver uma Ciência para todos os tipos de atividades de cada trabalho individual;
  2. Selecionar as melhores formas de execução da atividade e ensinar ao trabalhador, treinando-o e aperfeiçoando-o na técnica;
  3. Fazer os trabalhadores entenderem o novo método para garantir sua cooperação;
  4. Manter as novas responsabilidades, de modo que a nova carga de trabalho advinda da Administração Científica se mantenha dividida entre trabalhadores e direção;

Conquanto as três primeiras possam ser observadas na prática da Administração por Iniciativa e Incentivo, a quarta função, uma divisão de competências, é exclusiva do método Científico;

Essa necessidade é a pedra fundamental do problema analisado pela Administração Científica, porque o alinhamento dos interesses entre Direção e Funcionários elimina a possibilidade de que eles estratégias diferentes na execução das tarefas;

A função dessa divisão é responsabilizar a direção pelo planejamento das tarefas;

Com essa nova função, finda-se a possibilidade de a direção comunicar-se com os trabalhadores como um único grupo, porque passa-se a reconhecer a heterogeneidade entre eles, suas diferentes competências e atribuições, devendo-se analisar caso-a-caso a execução individual das tarefas, portanto resultando na necessidade de relação individual com cada um;

Maiores ganhos são advindos dessa divisão do trabalho;

 

Em resumo do próprio Taylor:

Na Administração por Iniciativa e Incentivo a responsabilidade por toda a produção é de responsabilidade dos trabalhadores;

Na Administração Científica a responsabilidade por toda a produção é dividia igualmente entre trabalhadores e direção;

 

Enquanto o método de Iniciativa e Incentivo apontava somente para a necessidade de estimular a produtividade dos trabalhadores por meio de maiores salários, o método Científico preocupa-se em fornecer as condições pelas quais isso é possível, não na questão do treinamento, mas também na questão física das condições de trabalho, possibilitando seu melhor desempenho;

 

A Administração Científica adota o Princípio da Exceção, onde a descentralização das tarefas é encorajada pela direção, hierarquizando em diversas etapas o processo decisório, onde cada atividade gerencial é confiada a um gestor, sendo seus superiores imediatos apenas informados dos resultados, desafogando as responsabilidades ao longo da hierarquia;

 

Sintetizando os passos seguidos na Administração Científica:

  1. Colher informações sobre as diferentes funções;
  2. Sistematizar as informações de modo a otimizar o tempo e o rendimento;
  3. Utilizar esse conteúdo para criar ferramentas e utensílios que auxiliem no processo;
  4. Planejar o trabalho conjunto;
  5. Elaborar um sistema de contratação que valorize as qualidades essenciais às tarefas que serão executadas;
  6. Ensinar cada funcionário na execução da sua tarefa com as ferramentas adequadas;
  7. Conferir periodicamente os resultados individuais de cada trabalhador;

 

Taylor enfatiza que os melhores resultados de um sistema em relação a outro não se dão pela superioridade de um deles, mas porque divergem nos princípios fundamentais, alterando-se toda a filosofia do ambiente de trabalho;

 

Resumo dos quatro Princípios Fundamentais da Administração Científica:

  1. Substituição do critério individual do trabalhador pela Ciência;
  2. Seleção e aperfeiçoamento, através de método Científico, da técnica no trabalho;
  3. Cooperação entre direção e trabalhadores no entendimento e execução das tarefas;
  4. Divisão equânime das responsabilidades pela produção;

 

Taylor adverte para a impossibilidade de mudança brusca do sistema administrativo, pois a negociação e explicação para todos os envolvidos é fundamental para o sucesso do empreendimento, dado que todas as partes participam nessa nova forma de administrar;

 

Taylor aponta que nada na Administração Científica é necessariamente novo, antes, argumenta que a sua novidade é em combinar os aspectos que ela relaciona, de forma sistemática e aplicável a qualquer empreendimento;

Conquanto defenda a inovação na divisão das tarefas entre diretores e trabalhadores;

 

O método Científico não implica ganhos apenas para trabalhadores e direção, mas principalmente para a sociedade, já que o aumento na eficiência implica menores custos para todos;

Aumento da prosperidade e diminuição da pobreza em toda a sociedade;

__________
Lucas Casonato”

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: