Que é preço justo? Mercados e moralidade (P.22-23)

-Tomás de Aquino (Pré-escolas)

-Sociedade e economia

O mercado precisa de mercadorias > essas mercadorias só serão ofertadas se houver uma recompensa, nesse caso o lucro mas por motivos morais esse lucro não pode ser muito alto, de forma que o preço não seja injusto:

  1. O lucro não deve ser excessivo porque ganância é pecado;
  2. Não pode-se agir com má fé ao fixar os preços das mercadorias;
  3. O comprador de aceitar o preço livremente, não tendo-o como um fator imposto;

O preço deve ser justo;

O preço que o consumidor aceita pagar depende da informação honesta que ele possui;

1544: Reforço pelo economista espanhol Luis Saraiva de La Calle que apontava a necessidade do preço ser dado por uma “estimativa comum” pautada na qualidade e na abundância;

1890: Contestação por Alfred Marsahll, ao propor que o preço deve ser definido automaticamente pelas forças de oferta e demanda;

1920: Contestação por Ludwig von Mises ao apontar que o preço de mercado é quem carrega as informações sobre a necessidade dos agentes;

Tomás de Aquino:

Nasceu em 1225 na Itália;

Principal obra: Suma teológica (1265);

Morreu em 1274.

__________
Lucas Casonato”

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: