As pessoas nunca pagam pela iluminação pública: Fornecimento de bens e serviços públicos (P.46-47)

-David Hume (Escola fisiocrata)

-Tomada de decisão

Iluminação púbica é um exemplo de bem público porque:

  1. Seu uso por uma pessoa não diminui a capacidade de uso das outras;
  2. É difícil impedir as pessoas de se beneficiarem dela;

Faz com que as empresas privadas não tenham incentivos para fornece-la, já que não há como evitar que quem não pague não use;

Então acabam como responsabilidade do governo;

Bens que são gratuitos para todos ou podem ser usados por quem não paga por eles constituem falhas de mercado;

Áreas em que o governo deve atuar como produtor;

Problema do carona;

Consumidores se aproveitam do produto sem pagar por eles;

Não gera incentivo ao lucro;

Em geral os produtos oferecidos pelo governo tem duas características que o fazem não serem oferecidos pelo mercado:

  1. São não-excludentes: não há como impedir quem não paga de não usar;
  2. São não-rivais: o consumo de um indivíduo não rivaliza com o consumo de outro;

1848: Contestação por Karl Marx, ao defender a propriedade coletiva de todos os meios de produção;

1954: Reforço por Paul Samuelson, ao apresentar sua teoria sobre os bens públicos;

David Hume:

Nasceu em 1711 no Reino Unido;

Principal obra: Tratado da Natureza Humana em 1738;

Morreu em 1776.

__________
Lucas Casonato”

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: