Capítulo 1: Dez princípios de Economia

ESCASSEZ: Ocorre em razão dos limitados recursos naturais. A escassez é o fator decisivo na divisão entre o que as pessoas desejam e podem consumir;

ECONOMIA: É o estudo da administração da escassez dos recursos, que leva à divisão de tarefas numa sociedade. Não é comandada por um planejamento central, mas pela interação entre de todos os agentes econômicos: famílias, empresas e governo. Assim, o estudo da economia se estende às formas de relacionamento entre esses agentes, e seus resultados na sociedade;

Os dez princípios, divididos em três blocos: Como as pessoas tomam decisões, Como as pessoas interagem e Como a economia funciona;

*Um dos recursos escassos a ser administrado é o fator tempo;

> Como as pessoas tomam decisões

1º – As pessoas enfrentam tradeoffs;

Escolhas;

2º – O custo de alguma coisa é aquilo de que você desiste para obtê-la;

Custos diretos e indiretos;

Em função dos tradeoffs as pessoas passam a observar custos e benefícios entre suas escolhas – o custo de oportunidade;

3º – As pessoas racionais pensam na margem;

Pressuposto de que as pessoas são racionais, alocando recursos com fins de maximização de sua satisfação/utilidade;

Paradoxo da água e do diamante: escassez;

4º – As pessoas reagem a incentivos;

Incentivo pode ser qualquer coisa que induza a pessoa à ação, alterando seu custo de oportunidade;

Exemplos de incentivos: preços, câmbio, juros etc.; Do livro: obrigatoriedade do cinto de segurança;

> Como as pessoas interagem

5º – O comércio pode ser bom para todos;

O processo de concorrência entre quaisquer agentes permite melhorias a todos;

6º – Os mercados são geralmente uma boa maneira de organizar a atividade econômica;

Economia de mercado x Economia centralizada: Capitalismo x Comunismo; Decisões individuais dos diversos agentes x Planejamento central;

O mercado reproduz o resultado do método tentativa e erro;

Princípio da mão invisível;

Mercado x Governo, exemplo do salário mínimo;

7º – Às vezes os governos podem melhorar os resultados dos mercados;

As funções de governo/Estado podem ser diretas ou indiretas;

A principal base de uma economia de mercado é o direito de propriedade, que permite ao indivíduo posse e controle sobre seus recursos. A garantia desse direito é uma função de governo/Estado em sua intervenção indireta sobre a economia;

As intervenções diretas dos governos objetivam aumento da eficiência e/ou da igualdade, presumindo uma falha de mercado no primeiro caso e uma concentração de recursos no segundo;

Teoria do bolo: crescimento (eficiência) e divisão (igualdade);

Falha de mercado: o mercado, por si, não atinge a eficiência máxima na alocação dos recursos. Pode ter como causa uma externalidade, como a poluição, ou o poder de mercado, como a influência sobre a determinação de preços. Para avaliação da eficiência deve-se averiguar qual eficiência está sendo buscada (econômica, social, ambiental etc.);

Concentração de recursos: Uma vez que o princípio do mercado é recompensar as pessoas por sua capacidade de produção, mesmo que se alcancem resultados eficientes, o mercado pode resultar em desigualdades econômicas;

Falha de mercado e concentração podem, dependendo da visão política, fazer necessária a intervenção do governo, mas qual a capacidade deste?

> Como a economia funciona

8º – O padrão de vida de um país depende de sua capacidade de produzir bens e serviços;

A produtividade é a relação entre a quantidade produzida de bens ou serviços pela quantidade de insumos utilizados no processo. É ela quem dita a diferença entre os níveis de renda (padrão de vida) entre os pessoas, empresas e países. Depende do capital físico e humano.

Exemplo: Japoneses, vassoura;

9º – Os preços sobem quando o governo emite moeda demais;

O aumento do nível geral de preços é denominado inflação;

Separação entre mercado de bens e monetário;

Moeda como objeto de mensuração;

Princípio da neutralidade da moeda;

10º – A sociedade enfrenta um tradeoff de curto prazo entre inflação e desemprego;

*Diferenciação entre curto e longo prazo. Exemplo: mercado de celulares e da construção civil;

Relação entre desemprego e inflação no curto prazo: o aumento da quantidade de moeda aumenta o consumo -> o aumento da demanda pressiona as empresas por maior produção, o que leva ao aumento do seus custos através da contratação de mais mão de obra -> elevação no nível de preços.

__________
Lucas Casonato”

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: